Água: aumento da tarifa segue vetado em Campinas

A Justiça manteve ontem a liminar que proíbe o aumento de 15% na conta de água. O juiz da 10ª Cível, Maurício Simões de Almeida Botelho Silva, negou o pedido feito por advogados da Sanasa para reconsiderar a decisão que impedia o reajuste.                                                                                                           A sentença de Silva manteve a primeira decisão do magistrado da 9ª Vara Cível, Carlos Ortiz Gomes, que considerou que a empresa é impedida por lei de efetuar dois reajustes na tarifa de água em período inferior a 12 meses.  “O que a Sanasa fez, juridicamente, não existe. Além do mais, agora há duas decisões contra o aumento. Se forem recorrer em 2ª instância, os juízes terão outro olhar”, afirmou defensor público José Moacyr Doretto Nascimento, autor da ação que barrou o reajuste da conta.               Nascimento avalia outros documentos da empresa para anexar ao processo e auxiliar a análise da Justiça sobre a possibilidade de descontrole nas contas de energia e folha salarial da Sanasa.

“Tenho em mãos documentos que indicam gastos desproporcionais da empresa. É cedo para ter certeza, mas tudo indica que há problemas graves de gestão na empresa e descontrole nas contas públicas”, afirmou Nascimento.

A assessoria de imprensa da Sanasa informou que o departamento jurídico analisa a decisão da Justiça e estuda quais medidas tomará para tentar manter o aumento nas contas.

O reajuste foi aprovado pela Agência Regulagora do PCJ com base nas justificativas de que em razão da economia de água da população, a Sanasa está arrecadando menos e precisa equilibrar seus gastos e contas.

Fonte: Jornal Destack Campinas

About The Author

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *