Estado Islâmico assume autoria de ataque que matou 39 na Tunísia

O grupo terrorista já havia emitido um comunicado se dizendo responsável pelo ataque a uma mesquita do Kuwait, também ocorrido nesta sexta-feira

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do atentado que deixou 39 mortos em um complexo de resorts litorâneos na cidade tunisiana de Sousse. Os jihadistas clamaram responsabilidade pelo ataque desta sexta-feira através de uma mensagem postada no Twitter. “Nosso irmão, o soldado do califado, Abu Yihya al-Kairouni, atingiu seu alvo, o hotel Imperial, apesar das medidas de segurança”, diz a mensagem. Na declaração, os radicais chamam o hotel tunisiano de “bordel” e afirmam que as vítimas eram “infiéis”. O EI usa o termo para designar todos aqueles que não compactuam com a interpretação radical do Islã que rege as atrocidades dos terroristas.

Três homens armados entraram nos hotéis e abriram fogo de forma indiscriminada contra as pessoas que estavam no local, entre elas alguns turistas estrangeiros. Cidadãos britânicos, alemães e belgas estão entre as vítimas. De acordo com um porta-voz do ministério do Interior da Tunísia, Mohammed Ali Aroui, um dos autores do ataque, armado com um fuzil Kalashnikov, morreu. Outro terrorista foi preso e o terceiro ainda é procurado pela polícia. Acredita-se que os extremistas estavam disfarçados de banhistas quando tiveram acesso ao complexo de resorts.

Fonte:Revista Veja  26/06

About The Author

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *